110 anos de Carlos Drummond de Andrade

 
LeitorVora_drummond
Foto: www.veja.abril.br

Se estivesse vivo, Carlos Drummond de Andrade, estaria comemorando a singela idade de 110 anos, muito bem escritos. Até quem não gosta de poesia ama Drummond.
Drummonde-se:

José

E agora, José?
A festa acabou,
a luz apagou,
o povo sumiu,
a noite esfriou,
e agora, José?
e agora, Você?
Você que é sem nome,
que zomba dos outros,
Você que faz versos,
que ama, proptesta?
e agora, José?
Está sem mulher,
está sem discurso,
está sem carinho,
já não pode beber,
já não pode fumar,
cuspir já não pode,
a noite esfriou,
o dia não veio,
o bonde não veio,
o riso não veio,
não veio a utopia
e tudo acabou
e tudo fugiu
e tudo mofou,
e agora, José?
E agora, José?
sua doce palavra,
seu instante de febre,
sua gula e jejum,
sua biblioteca,
sua lavra de ouro,
seu terno de vidro,
sua incoerência,
seu ódio, - e agora?
Com a chave na mão
quer abrir a porta,
não existe porta;
quer morrer no mar,
mas o mar secou;
quer ir para Minas,
Minas não há mais.
José, e agora?
Se você gritasse,
se você gemesse,
se você tocasse,
a valsa vienense,
se você dormisse,
se você consasse,
se você morresse....
Mas você não morre,
você é duro, José!
Sozinho no escuro
qual bicho-do-mato,
sem teogonia,
sem parede nua
para se encostar,
sem cavalo preto
que fuja do galope,
você marcha, José!
José, para onde?

Untouchable, a biografia de Michael Jackson, será publicada pela Companhia das Letras

LeitorVora_Untouchable

Untouchable: The Strange Life And Tragic Death of Michael Jackson (Intocável: A Vida Estranha e a Morte Trágica de Michael Jackson) é a biografia do Rei do Pop, e será lançada no Brasil pela Companhia das Letras.
Ainda sem título em português o livro, escrito por Randall Sullivan, um editor da revista Rolling Stone, proporciona aos leitores e fãs um retrato íntimo, inabalável e profundamente humano de um homem que nunca foi bem entendido pelos meios de comunicação, pelos fãs ou mesmo pelas pessoas mais próximas a ele.
Untouchable  leva os leitores a uma viagem até o mais profundo da realidade de Michael Jackson. Desde sua infância debaixo dos holofotes até sua ascensão à fama seguida da época de reclusão – quando perdeu a reputação - e depois o vaivém de seus últimos anos entre Califórnia, Oriente Médio, Irlanda e Las Vegas; o planejamento para recuperar sua fortuna e reputação com o álbum de retorno e uma série de 50 megaconcertos para os quais ele ensaiou até o dia de sua morte.
O Jackson que emerge destas páginas é um ao mesmo tempo ingênuo e profundamente astuto, um pai dedicado, cujas decisões paternas geraram um clamor internacional; um empresário astuto cujas falhas quase derrubaram uma megacorporação, e um narcisista inveterado que queria – mais do que qualquer outra coisa - uma vida normal e tranquila. Sullivan trás informações nunca antes disponibilizadas sobre os negócios, a disputa dos bens e as alegações de pedofilia que marcaram, de forma indelével, a reputação do astro. 
O resultado de tudo isso é um retrato notável de Jackson, um homem de contradições incontáveis e que, mesmo após sua morte, continua a reinar como o rei do pop.