(Resenha) O Jogo do Anjo

O Jogo do Anjo é mais um dos livros que passeia pelo Cemitério dos Livros Esquecidos, criado por Zafón.

O Jogo Do AnjoDavid Martin nasceu em uma família muito pobre. Sua mãe o abandonou muito cedo, deixando-o aos cuidados do pai que tinha acabado de voltar da guerra.

Sem conseguir emprego, o pai de David roubava para sustentar o filho e se drogava para afogar as mágoas. Como era analfabeto, não permitia ao filho o prazer da leitura, por isso David costumava ler escondido e seu refúgio era a Livraria Sempere.

Quando finalmente começou a se entender com o pai, David o viu ser assassinado a tiros em plena luz do dia. Sem ter para onde ir ou a quem recorrer, David foi acolhido em uma redação de jornal onde pôde dormir, comer e ler sem medo de censura.

Quando finalmente teve sua chance como escritor no jornal acabou perdendo todos aqueles a quem julgava amigos por causa da inveja que sentiam de seu talento.

Foi demitido do jornal por pressão dos colegas de trabalho, arranjou outro emprego, e, quando parecia que tudo ia bem na sua vida, um exame médico revelou um carcinoma cerebral que poderia matá-lo a qualquer momento.

Batman chorando

Resumindo: a história de vida de David Martin faria Batman chorar como uma garotinha.

Enfim, Martin chegou às portas do desespero e resolveu desistir de tudo, quando conheceu um editor francês que pediu ao escritor nada mais nem menos do que uma nova religião.

A partir daí a história de David se desenrola de maneira que, muitas vezes, ele próprio chega a duvidar de sua sanidade.

Em o Jogo do Anjo, Zafón trabalha com os elementos que já conhece e que fizeram sucesso em A Sombra do Vento: o amor, a amizade, a loucura e a guerra.

Além disso, nos dá um vislumbre de como se formou a família de Daniel Sempere, de como seus pais se conheceram.

Zafón é o criador de um dos meus personagens preferidos na literatura que é Fermin Romero de Torres que me foi apresentado em A Sombra do Vento. Pensei que sentiria sua falta no livro mas, David Martin é um personagem muito bem construído também.

Pra quem ainda não leu O Prisioneiro do Céu, vale saber que o título do livro se refere exatamente a David Martin.

Quem pretende ler todos os livros que se entrecruzam no Cemitério dos Livros Esquecidos, a sugestão do LeVo é que leiam na seguinte ordem: O Jogo do Anjo, A Sombra do Vento e, O Prisioneiro do Céu.

Ficha Técnica:
Título: O Jogo do Anjo
Título Original: El juego del Ángel
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Tradução: Eliana Aguiar
Editora: Suma de Letras
Ano: 2008

Leia também:

(Resenha) O Prisioneiro do Céu

(Resenha) A Sombra do Vento

(Resenha) A Batalha do Apocalipse - da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo

Um anjo renegado e um querubim duelando até a morte sobre a ponte Rio – Niterói. Ou, talvez, uma feiticeira imortal e um anjo caído conversando à sombra do Cristo Redentor. Literatura fantástica e brasileira. Que tal?

Livro A Batalha do ApocalipseYahweh, o Deus supremo do Universo, criou o mundo e, no final do sexto dia adormeceu. Durante o sétimo dia, enquanto descansava, deixou o comando do mundo e a guarda do Livro da Vida, nas mãos dos arcanjos que são a mais alta hierarquia dos anjos.

No entanto Miguel, líder dos arcanjos, tem inveja dos humanos porque Yahweh lhes deu o livre arbítrio, uma graça que não concedeu nem aos anjos e que permite aos seres humanos ter o poder de decisão sobre suas vidas tal qual Yahweh tem sobre a vida dos anjos.

Assim, Miguel resolveu que a raça humana precisava ser destruída, antes que o sétimo dia terminasse.

Hecatombe após hecatombe, Miguel tentou por diversas vezes destruir os humanos mas sempre era derrotado pelas circunstâncias ou por causa da ajuda de anjos que simpatizavam com a causa humana até o dia que houve uma rebelião no céu. Miguel saiu vitorioso e vários anjos foram banidos para a terra pra viver entre os humanos.

A partir desse ponto, Eduardo Spohr leva o leitor a uma viagem fantástica inserindo seus personagens em momentos da história, numa mistura de ficção e realidade muito cativante.

O que o livro tem de muito bom:

  • A gente aqui do LeVo achou uma delícia ler ficção fantástica em cenários brasileiros. A visualização das cenas ficou perfeita é como se estivesse acontecendo ali do lado, como se fosse realmente possível que dois anjos estivessem duelando até a morte sobre uma ponte.
  • As cenas de ação são simplesmente – não consigo pensar em uma palavra melhor – épicas.
  • A atenção que o autor deu aos detalhes chegando ao extremo de organizar uma Linha do Tempo no final do volume para contextualizar o leitor.
  • Em alguns trechos parece que o leitor está no meio de um jogo de RPG muito louco.

O que não é tão bom:

  • A verborragia. Muita informação. Como se o autor quisesse atirar todo o conhecimento acumulado em um único livro. O passeio histórico foi divertido mas, em alguns momentos, atrasou a história e, ao invés de aumentar o suspense, acabou tornando a leitura maçante.
  • A grandiloquência. O palavreado pomposo e extravagante, em alguns trechos, deu a impressão de estarmos lendo uma sentença judicial.

Dica LeVo: o livro conta com um Glossário ao final da história. Use-o tão logo comece a leitura.

Altamente recomendado pra quem curte literatura fantástica, história, RPG e toda essa coisa NERD que tá suuuuper na moda.

Contra indicado para quem prefere histórias com ritmo rápido ou que sejam sensíveis ao que alguns poderiam chamar de heresia. Smiley piscando

Eduardo Spohr escrevendo literatura brasileira e FANTÁSTICA!

 

Ah, mais um aviso: A Batalha do Apocalipse é uma obra de ficção e, por melhor estruturada e bem escrita que seja, tenham em mente: é tudo mentirinha, gente!

 

Ficha Técnica:
Título:
A Batalha do Apocalipse
Autor: Eduardo Spohr
Editora: Verus
Ano: 2010

Editora Bateia receberá originais até 31/07

Para abrir portas para os escritores brasileiros, a Editora receberá manuscritos inéditos, de autores nacionais, até 31/Julho/2013.
Nunca ouviu falar na Editora Bateia? susto1
A Bateia é uma Editora novinha em folha. Se estabeleceu em São Paulo em 2012 e começa a editorar somente no segundo semestre deste ano.
E, pra começar seus trabalhos com chave de ouro, a Editora lançou a campanha “Originais na Bateia” onde vai receber originais inéditos de autores nacionais para publicação em 2014.

O que você precisa saber antes de mandar seu original

  • :Os originais deverão ser enviados até dia 31/07/2013
  • O envio deve ser feito somente por PDF para o  e-mail originaisnabateia@gmail.com
  • A seleção começa somente depois de terminado o prazo de recebimento dos originais;
  • Os trabalhos devem ser inéditos;
  • Serão aceitos trabalhos em contos e romances com temática livre;
  • O original não precisa ter pseudônimo, a não ser que seja vontade do autor informar um;
  • O resultado será anunciado em dezembro de 2013.

 

Autores Nacionais X Autores Estrangeiros na Bateia

Segundo o jornal de literatura Rascunho, da Gazeta do Povo, a editora já fechou contrato com autores estrangeiros para publicação de seis obras em 2014: Nostalgia, de Mircea Cartarescu; Carta, de Tomas Espedal; Caireles, de Alfredo Fonticelli; O Boxeador Polonês, de Eduardo Halfon; Um Ano, de Juan Emar e Lendo Vila-Matas, de Gonzalo Maier, os quais estão e fase de tradução.
O projeto gráfico será o mesmo, tanto para autores nacionais quanto internacionais. O que diferenciará a publicação brasileira da publicação de autor estrangeiro será um selo na capa: Versão Brasileira, pra autores estrangeiros, ou, Versão Original, para autores nacionais.
Quem gostou, levanta a mão. o/
Tira aquele original da gaveta, revisa, pede pra alguém ler e se joga, escritor.
Editora nova que entra no mercado apoiando a literatura nacional: O Leitor Voraz aprova.
carimbo de aprovado

(Resenha) O Príncipe da Névoa

O Príncipe da Névoa foi escrito por Carlos Ruiz Zafón, por isso eu já sabia que seria bom.

O Príncipe da Névoa ZafonComo todo leitor, eu tenho um ritual antes de começar a ler um livro: eu primeiro leio a orelha e a contracapa pra saber do que se trata o livro e assim decidir se é o tipo de história que quero ler naquele momento.

Em se tratando de Carlos Ruiz Zafón, entretanto, eu não faço isso nem pra adquirir o livro mais. Se leva o nome do escritor eu leio. Ponto.

Penso que não sou a única já que a Suma de Letras, espertamente, padronizou as capas dos livro de Zafón com uma faixa vermelha na parte superior com os dizeres “do autor de A Sombra do Vento”.

A História

Max Carver, um adolescente de 13 anos, se muda com a família para o litoral.

Já no dia seguinte à mudança de sua família, Max faz um novo amigo: Roland. Um pouco mais velho que Max, Roland está curtindo os últimos meses de liberdade já que está prestes a ser enviado para a guerra.

Como é um adolescente extremamente perceptivo, Max logo percebe que tem alguma coisa errada com a casa para onde se mudaram, mesmo que não sabia precisar exatamente o que é. Ao conversar com sua irmã, descobriu que ela andou tendo sonhos estranhos com uma das estátuas que fica no fundo do quintal.

Como todo romance adolescente – que é a isso que o livro se propõe – antes de começar a aventura todos os personagens envolvidos precisam, necessariamente, estar livres de toda e qualquer supervisão paterna. Isso foi facilmente arranjado quando a irmã mais nova de Max, Irina, sofreu um misterioso acidente doméstico que a deixou em coma obrigando ambos os pais de Max a ficar no hospital com a criança.

A partir desse instante a vida de Max, Roland e Alícia virou uma aventura. Cercados por assombrações, mentiras e histórias demoníacas contadas pelo avô de Roland, a vida dos três nunca mais será a mesma depois daquele verão.

O Livro

O Príncipe da Névoa é a primeira obra escrita por Carlos Ruiz Zafón. Ele a concebeu para participar de um concurso de literatura juvenil, e teve sua primeira publicação em 1993.

Desde aquela época, Zafón já sabia como prender o leitor às páginas de um livro com sua mistura do banal e do sobrenatural.

Mas, como em quase toda história de suspense, o livro tem alguns elementos que entram e saem de cena sem maiores explicações e que não se encaixam perfeitamente com toda a trama.  Em O Príncipe da Névoa, um desses elementos é um gato que foi adotado pela família de Max e que foi o responsável pelo acidente de Irina.

Também não ficou exatamente claro porque foi que Max e sua família acabaram sendo assombrados pelo “Príncipe”. Mesmo assim é um romance precioso e muito bom de ser lido.

Consegui ver o filme enquanto passeava pelas páginas do livro.

Ficha Técnica:
Título: O Príncipe da Névoa
Título Original: El Principe de La Niebla
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Tradução: Eliana Aguiar
Suma de Letras

Leia também:

(Resenha) O Prisioneiro do Céu

(Resenha) A Sombra do Vento

O amor entre dois homens

Bom dia, Leitores Vorazes.

Hoje o LeVo tá quentíssimo.

Tem Eduardo Spohr, Carlos Ruiz Zafón, e oportunidades de publicação pra novos autores.

Enquanto isso, vocês podem ler esse texto perfeito que encontrei no SuperPride: O amor entre dois homens

Sem preconceitos nas letras e sem preconceito na vida. O LeVo apoia toda forma de amor.
 
Toda forma de amor
Boa semana!!!

Oportunidade de publicação para novos autores

A Andross Editora e Eventos Educacionais publica obras de autores em início de carreira.

AndrossEditoraCom 7 projetos em aberto, a Andross recebe material para seleção até dia 30 de abril de 2013.

Não é concurso literário. É uma seleção – ou 7 seleções – de contos, crônicas e poesia .

Seleção de contos tema livreAndrosOSegredoDaCrisalidaAndrossBoleiros

Livre Para Voar: contos e crônicas com temática livre.

O Segredo da Crisálida: antologia de poemas.
Serão aceitos poemas de todas as formas, exceto prosa poética.

Boleiros: contos sobre futebol.
Serão aceitas histórias que tenham a ver com o futebol. Dentro ou fora de campo. Deve-se manter o espírito esportivo: nada de provocações entre times.

AndrossMentesInqueitasandrossSonhosLucidosAndrossAmoresImPossiveis

Mentes Inquietas: contos sobrenaturais, de suspense e de terror

Sonhos Lúcidos: contos fantásticos.
Serão aceitos contos de fantasia, horror e ficção científica.

Amores (Im)Possíveis: contos de amor.
Serão aceitos contos de amor e paixão com finais felizes ou não. Somente serão aceitos contos de amor romântico.

AndrossMascotesMascotes: contos sobre cães, gatos e outros animais de estimação. As histórias devem ser leves e divertidas e focar no animal de estimação.

Especificações:

Numa mesma obra serão aceitos trabalhos de diversos autores;

O envio do texto não implica em participação obrigatória na antologia. O texto enviado estará sujeito a aprovação pelo organizador de cada antologia;

A obra deverá ter menos de 8.000 caracteres, incluindo os espaços;

Cada autor aprovado ficará responsável pela vendagem de 20 exemplares , por obra publicada, para custear as despesas operacionais;

As obras devem estar em língua portuguesa;

Não haverá uma lista oficial de aprovados. Cada autor será contatado individualmente;

A Editora pagará os devidos direitos autorais aos autores publicados.

Todas as antologias serão lançadas no dia 30 de outubro de 2013, durante a 3a. Edição do Evento Literário Livros Em Pauta.

Todos os detalhes no site da editora.

Prorrogado: Concurso Literário Petit 30 Anos

 

Prorrogado até 03/maio/2013.

Aproveita!

 

Saia da Gaveta

LeitorVoraz_Petit30anos

Para comemorar seus 30 anos, e a fim de enriquecer a literatura espírita, a Petit Editora lançou o Concurso Literário Petit 30 Anos: Saia da Gaveta.

O concurso é perfeito para aquele original que você tem guardado há um tempo e não via oportunidade de publicar. As modalidades literárias aceitas no concurso literário são: Romance Espírita (mediúnico ou não); Autoajuda (crescimento pessoal); e, Ensaio Doutrinário.

Inscrições

A inscrição é gratuita e estará aberta de 2 de janeiro de 2013 até 2 de abril de 2013, sem limitação de idade.

Os trabalhos deverão ser inéditos e serão aceitos somente impressos e em língua portuguesa.

A ficha de inscrição poderá ser impressa pelo site da Petit Editora, e os originais deverão ser enviados pelo correio até a data limite, prevalecendo a data de carimbo dos correios.

Premiação:

1o. lugar Romance Espírita: uma viagem com direito a acompanhante para Buenos Aires, Argentina.

1o. lugar Autoajuda: uma viagem com direito a acompanhante para o Resort Porto d’Aldeia em Fortaleza, Ceará.

1. lugar Ensino Doutrinário: uma viagem com direito a acompanhante para o Resort Porto d’Aldeia em Fortaleza, Ceará.

Regulamento completo do Concurso Literário Petit aqui.

(Resenha) O Último Chefão

Mario Puzo, de O Poderoso Chefão, com o que faz melhor: escrever sobre a máfia.

O Último ChefãoO Último Chefão conta a história da última grande família criminosa dos Estados Unidos, chefiada por Domenico Clericuzio.

A fim de garantir o futuro de sua família na legalidade, Don Clericuzio investiu pesado no jogo legalizado em Las Vegas. Seu sonho era deixar a família protegida e bem encaminhada para que, no futuro, não fosse mais necessário cometer crimes e sua família pudesse se integrar na sociedade americana completamente.

Com hotéis em Las Vegas e alguns investimentos em Hollywood, o sonho do velho Don estava perto de se tornar realidade, exceto por um segredo do passado. Afinal, para uma família italiana, o único mandamento mais precioso do que o do silêncio – a omertá – é o da vingança, e Don Clericuzio quase vê seu sonho se desfazer em pedacinhos quando um crime do passado volta a assombrá-lo.

Além do tema vingança, o autor leva a um passeio interessantíssimo sobre como funciona a indústria do cinema em Hollywood. É um romance maduro e mais bem escrito que O Poderoso Chefão.

Dica do LeVo: Não leia O Último Chefão logo depois de ler O Poderoso Chefão. O livro é muito bom mas, quando comparado com O Poderoso parece que falta alguma coisa.

Essa alguma coisa que falta são as cenas fortes e a grande quantidade de ação.

Já que, os Clericuzio, ao contrário dos Corleone, estão tentando deixar a vida de crimes, a narrativa de O Último Chefão tem um ritmo completamente diferente.

 

Ficha Técnica:
Título: O Poderoso Chefão
Título Original: The Last Don
Autor: Mario Puzo
Tradução: Geni Hirata
Editora: Record

 

Leia também:
(Resenha) O Poderoso Chefão

Feira do Livro de Joinville–SC

Começa a 10a. edição do maior evento literário de Santa Catarina: a Feira do Livro de Joinville

Feira do Livro de Joinville 2013 - Entrada Franca

Realizada sempre no mês de abril, a Feira do Livro de Joinville é o maior evento literário do Estado de Santa Catarina.

Em sua décima edição, contará com escritores convidados como Thalita Rebouças; Marina Colasanti; Afonso Romano de Sant’anna; Ignácio Loyola Brandão; Martín Kohan e Pericles Prade.

A entrada é franca.

Programação completa da Feira

Escritores convidados

Contato e endereço da Feira

Contos do Edgar estreia hoje, na Fox

Série baseada na obra de Edgar Allan Poe, produzida pela O 2 Filmes, estreia na Fox com episódio inspirado em Berenice e participação especial de Gaby Amarantos.

contosdoedgar_fox

Estreia hoje na Fox, às 22:30, a série Contos do Edgar. Produzida pela O 2 Filmes – aquela do Fernando Meirelles – a série será baseada nos contos do escritor Edgar Poe.

foxlogo o2filmes

Foram gravados 5 episódios para a primeira temporada. O primeiro será hoje mas, os próximos ainda não têm data definida para exibição.

Como direção de Pedro Morelli (Cidade dos Homens) os episódios foram filmados em São Paulo e se passam no tempo presente. O narrador das histórias será Edgar (Marcus de Andrade).

“Edgar é um homem de 39 anos. Sua vida mudou para pior após o bar em que trabalhava ser fechado pela prefeitura e sua esposa Lenora desaparecer. Um dos seus amigos de infância, Fortunato, dono da dedetizadora “DDT Nunca Mais” aparece para ajudá-lo, dando-lhe um trabalho e deixando que durma no escritório.
A relação entre os dois é cheia de conflitos. Edgar tem certeza que Fortunato está envolvido no desaparecimento de sua esposa e planeja se vingar. Por isso aceita a ajuda do “amigo”. Fortunato, por outro lado, não tem ideia dos planos sinistros de Edgar, que são revelados apenas a um pombo cinzento, em referência à mais aclamada obra de Poe, O Corvo (The Raven) e que simboliza, para Edgar, a morte da sua esposa.”

Fonte: http://www.canalfox.com.br/br/videos/show/8242-contos-do-edgar

O primeiro episódio, Berê, será baseado no conto Berenice. No episódio, a cantora Gaby Amarantos será uma cantora que tem a auto estima abalada por causa de seus dentes feios. Pra resolver o problema de Berê, um primo resolve pagar a troca dos dentes da cantora.

contosdoedgar_GabyAmarantos_Berenice

O primo, no entanto, fica tão encantado com os dentes novos de Berê que eles viram uma obsessão e, quando Berê ganha uma infecção por causa do transplante, ele a impede de tirar os novos dentes.

Estamos doidinhos pra ver.

 

Classificação Indicativa: 16 anos.