Um Dia: David Nicholls

Um Dia conta uma história que poderia ser a história de qualquer um.
Livro Um DiaUm Dia, conta a história de Emma e Dexter.
 
Eles se encontraram na noite de formatura. Pra ela foi a realização de um sonho já que nutria uma paixonite por Dexter há algum tempo; pra ele, seria apenas mais um casinho passageiro mas, por algum motivo, ele não conseguiu dizer adeus a Emma depois daquela noite.
 
Os dois se tornaram grandes amigos e mantiveram contato quando ele foi viajar e conhecer o mundo.
 
Emma era o tipo intelectual, engajada em causas sociais, preocupada com a política, e que nutria o sonho de se tornar uma escritora. Dexter, era um rapaz de classe média cuja maior ambição da vida era se divertir.
 
David Nicholls narra a história desses dois personagens, através dos anos, sempre no dia 15 de julho,  dia de São Swithin.
 
O dia de São Swithin (St. Swithin’s Day) na Inglaterra, é o dia em que as pessoas observam o tempo porque, tradicionalmente, se diz que o tempo que fizer nesse dia, se repetirá pelos próximos 40 dias.
 
E assim, começa a história de Emma e Dexter no dia 15 de julho de 1988, com todos os seus encontros e desencontros. Nicholls passeia pela vida dos personagens, expondo seu crescimento individual; seus erros e seus acertos; suas mudanças de atitude perante a vida, que fazem parte do amadurecimento; até o momento em que ambos se rendem ao inevitável e ficam juntos.
 
Você leitor agora diz: “como assim, eles ficam juntos? Ninguém avisou que tinha spoiler!”. Emma e Dexter ficam juntos sim, mas esse não é o final da história, afinal, o dia 15 de julho se repete no calendário todos os anos, quer os personagens se casem ou não, então ainda há muita história pra contar.
 
Essa é uma particularidade do livro: ele não tem um final específico. A única pretensão do autor foi contar a história do casal, como quem conta uma anedota numa roda de conversa e, acredite o leitor, cada linha vale a pena ser lida.
 
Outra particularidade do livro é que é muito fácil se colocar no lugar dos personagens. Principalmente pra quem já passou dos 30 anos e compreende como se dá essa passagem da adolescência pra vida adulta. Da troca de valores. Daquele momento inquietante em que a pessoa se pergunta: em que foi que me transformei? ou, o que aconteceu com aquela pessoa que achava que podia mudar o mundo?
 
Ao mesmo tempo que ilustra o conformismo que vem com a idade, também mostra que nunca é tarde pra recomeçar e aprender com os próprios erros.
 
É só uma história de um casal, mas, que história!
 
O livro me lembrou um pouco da música Eduardo e Mônica, do Legião Urbana. Quem aí lembra? Achei esse vídeo no YouTube em um clipe feito com memes.
 
 
 
Ficha Técnica:Título: Um dia
Título Original: One Day
Editora: Intrínseca
Tradução: Claudio Carina